Bolsonaro se diz perseguido pela Globo

0
17

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que no domingo ameaçou um jornalista após ser questionado sobre depósitos não justificados na conta bancária da sua mulher, afirmou hoje ser perseguido pela Globo. Ele usou as redes sociais para denunciar supostas ligações do Grupo Globo com um doleiro preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato. 

“O sistema Globo está me perseguindo há pelo menos 10 anos sem provar nada”, escreveu Bolsonaro na sua conta na rede social Twitter, acrescentando que aguarda “explicações da família Marinho” (dona da Rede Globo) sobre denúncias do ‘doleiro’ Darío Messer, condenado a 13 anos de prisão na semana passada por evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Bolsonaro se referia a uma reportagem publicada pela revista Veja sobre um acordo de colaboração judicial firmado por Messer, ainda mantido em sigilo judicial, no qual o detido teria dito que realizou operações irregulares de câmbio para a família Marinho.

No entanto, a própria Veja esclareceu que, de acordo com as informações que obteve, Messer não apresentou qualquer prova de um suposto negócio com os donos da Rede Globo.