BNDES e Ministério do Turismo facilitam financiamento para empresas do setor

0
16

As empresas do setor turístico agora podem obter financiamentos do Fundo Geral do Turismo (Fungetur) com as garantias do Programa Emergencial de Acesso a Crédito (PEAC), operado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Uma norma do Ministério do Turismo (MTur) substituiu o INPC pela taxa Selic como índice de atualização das operações do Fungetur. A mudança para uma taxa de mercado permitiu que as garantias do PEAC possam ser utilizadas nesses financiamentos.

Em reunião realizada na terça-feira (6), o BNDES detalhou para o MTur os procedimentos para a obtenção de garantia por empresas do ramo. “A alteração no indexador promovida pelo Ministério do Turismo é bastante oportuna, pois permite a combinação da garantia do PEAC com as linhas do Fungetur”, declarou Ciro Magalhães, gerente do Departamento de Produtos de Garantia do BNDES. 

Como o PEAC garante 80% de cada operação, ele dá mais segurança às instituições financeiras e contribui para tornar o crédito mais acessível. Assim, os prestadores de serviço inscritos no Cadastur (cadastro de pessoas físicas e jurídicas que trabalham no setor de turismo) terão mais facilidade de acessar as linhas do Fungetur, que conta com R$ 5 bilhões para apoiar o setor. O recurso pode ser aplicado em projetos, capital de giro e na aquisição de máquinas e equipamentos.