Árabes pedem a Brasil e Austrália para não reconhecerem Jerusalém como capital de Israel

0
231

A Liga Árabe decidiu enviar cartas urgentes aos governos do Brasil e da Austrália para pedir-lhes que não reconheçam Jerusalém como capital de Israel e que cumpram as leis e resoluções internacionais.

O envio das mensagens foi aprovado durante uma reunião extraordinária dos delegados permanentes da Liga Árabe convocada para analisar a “escalada” do conflito entre Israel e Palestina.

Além disso, a Liga Árabe pediu aos embaixadores árabes no Brasil e na Austrália que mantenham seus contatos com Ministérios de Relações Exteriores, parlamentos e partidos políticos dos respectivos países para informar da postura árabe em relação a Jerusalém.

O organismo regional solicitou ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, que não medidas que “solapem o status legal” de Jerusalém “para preservar os laços de amizade e as relações históricas dos países árabes e do Brasil”.

Bolsonaro anunciou que pretende transferir a embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém, seguindo o exemplo dos Estados Unidos no último mês de abril.

Ao mesmo tempo, a Liga Árabe condenou a decisão da Austrália de reconhecer Jerusalém Ocidental como capital de Israel, anunciada no sábado passado, e pediu uma retratação.