Após escândalo de guarda-costas, oposição francesa pede moção de censura contra Macron

0
176

O partido conservador de oposição da França disse nesta terça-feira (24) que pediu uma moção de censura contra o governo devido à crise provocada por um guarda-costas do presidente Emmanuel Macron, que foi filmado espancando manifestantes durante protestos no feriado de 1º de Maio.

Macron atravessa a pior crise política de seu mandato desde que o ministro do Interior e um chefe de polícia disseram, na segunda-feira, que a Presidência lhes comunicou ainda em maio que trataria da questão com o chefe de sua equipe de segurança pessoal, Alexandre Benalla.

Críticos dizem que o gabinete de Macron falhou por não punir de forma suficiente o seu guarda-costas ou encaminhá-lo às autoridades judiciais porque o líder se afastou das pessoas comuns desde que tomou posse 14 meses atrás.

Uma moção de censura dificilmente derrubará o governo Macron, que tem uma maioria robusta no Parlamento.