Amazônia registra novo recorde em desmatamento no mês junho

0
18

A Amazônia registrou 1.034,4 km² de área sob alerta de
desmatamento em junho, recorde para o mês em toda a
série história, que começou em 2015. No acumulado do
semestre, os alertas indicam devastação em 3.069,57
km² da Amazônia, aumento de 25% em comparação ao
primeiro semestre de 2019.

Os dados são do sistema de Detecção de Desmatamento
em Tempo Real (Deter), do Instituto Nacional de Pesquisas
Espaciais (Inpe), atualizados ontem (10).
Os alertas até junho de 2020 apontam:
Sinais de devastação em 3.069,57 km² da Amazônia neste
ano
Aumento de 25% de janeiro a junho, comparado ao mesmo
período do ano anterior.
Aumento de 64% no acumulado dos últimos 11 meses,
comparado ao período anterior (a um mês do fechamento
oficial de desmatamento, alertas apontam tendência de
aumento na devastação).
O número de junho é 10,6% maior do que o registrado no
mesmo mês em 2019.
Na comparação com maio, houve aumento de 24,31% em
relação ao mesmo mês de 2019, que também havia sido
recorde para o período.
Os dados servem de indicação às equipes de fiscalização
sobre onde pode estar havendo crime ambiental. Os
números não representam a taxa oficial de desmatamento,
que é medida por outro sistema, divulgado uma vez ao ano.