Amazonenses apostam em crescimento de 3% nas vendas para a Páscoa

0
37

Este ano, a Páscoa chegará mais cedo (dia 1° de abril) e, desta vez, os lojistas de Manaus estão mais otimistas, tendo em vista o baixo resultado dos últimos três anos, período em que o setor teve queda nas vendas e pouca contratação de temporários. Em 2018, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus) espera crescimento de 3% em relação ao ano passado, quando o comércio atingiu a marca de apenas 1,5%.

De acordo com o presidente da entidade, Ralph Assayag, o comércio deve comprar cerca de 33 mil toneladas de chocolates, uma tonelada a mais que no ano passado, quando comprou 32 mil. “Esses chocolates são de diversas formas e tamanhos. No ano passado, pouquíssimas unidades forma vendidas com descontos, só os chamados ‘quebrados’, que foram vendidos pela metade do valor inicial”, explicou.

A previsão regional acompanha a expectativa nacional. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas do varejo voltadas para a Páscoa deste ano deverão crescer 3,5% em relação à Semana Santa do ano passado, já descontada a inflação do período. Confirmada a projeção, esse seria o melhor desempenho das vendas reais do varejo nesta data comemorativa desde 2013 (+4,8%). Os estabelecimentos do varejo alimentício, tais como hiper, super e minimercados, além das lojas especializadas em produtos associados à Páscoa, deverão faturar cerca de R$ 2,2 bilhões com as vendas voltadas para a Semana Santa deste ano.