Amazonas pode aderir à isenção de ICMS para energia solar

0
53

O Amazonas é um dos Estados brasileiros que ainda não aderiu à isenção de imposto sobre a mini ou microgeração de energia solar fotovoltaica, denominada de ICMS 16. Nos próximos dias o cenário pode mudar, a partir de uma Indicação apresentada pelo deputado Adjuto Afonso (PDT) ao governo do Estado, que solicita a isenção, a fim de aumentar a participação das energias renováveis no cotidiano da sociedade, que poderá usufruir dos benefícios.

“Nós estamos fazendo um Indicativo ao governo do Estado para que o ICMS da Energia Solar seja isento, a exemplo do que acontece em outros Estados, que estão incentivando muito a energia solar porque sabem que essa energia é a do futuro. Recebi uma equipe de empresários que veio pedir apoio e nossa interferência junto ao governo do Estado. Eu já conversei com o Secretário da Fazenda sobre isso. No mês de março, quando deverá haver uma reunião do Confaz, certamente esse tema será discutido”, ressaltou o deputado Adjuto Afonso na manhã desta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Na Indicação que fará ao governo, o deputado Adjuto Afonso justifica que a isenção não irá onerar o erário e nem diminuir a arrecadação. “O Estado deve se valer do seu aparato para fomentar as comunidades e blocos econômicos, alocando aportes públicos, contribuindo, desse modo, para a competitividade e o incentivo de uma nova plataforma no mundo dos negócios, gerando emprego e renda, além de meio ambiente equilibrado”, argumenta o parlamentar.