Amazonas finaliza fila de transplante e permite envio de córneas para sete estados.

0
33

O Banco de Olhos do Amazonas, completou 14 anos e ontem anunciou uma marca importante a comemorar: ter conseguido zerar a fila para transplante, com as doações captadas, possibilitando, inclusive, enviar córneas para

atender pacientes de outros estados brasileiros, sendo eles Brasília, Bahia, Maranhão, Maceió, Minas Gerais, Pará e Paraíba. A fila para transplantes de córnea no país é de, mais ou menos, 10 mil pessoas.

Cristina Garrido, coordenadora do Banco de Olhos, comunicou que, atualmente, conta com a ajuda de equipe multidisciplinar, formada por 30 profissionais. “São enfermeiros, biólogos, farmacêuticos, biomédicos, psicólogos. Quanto mais capacitada é a equipe, mais doações você consegue receber”, explica

De acordo com ela, uma equipe do banco age 24 horas no Instituto Médico Legal (IML). É lá que os profissionais comunicam às famílias sobre a existência do serviço no Amazonas e da chance que têm em fazer a doação. Com a permissão das famílias, os profissionais fazem a coleta e levam as córneas para o laboratório do banco, que funciona na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), localizada no bairro Cachoeirinha, zona Centro-Sul de Manaus.