Alunos bloqueiam 450 centros de ensino na França

0
121

Milhares de estudantes bloquearam na terça-feira (11) 450 centros de ensino em toda a França, 60 deles totalmente, em uma nova jornada de protestos contra as últimas medidas educativas anunciadas pelo presidente Emmanuel Macron, segundo confirmou à Agência Efe o Ministério da Educação.

Os números são similares aos da última sexta-feira, quando cerca de 400 institutos foram afetados pelas mobilizações, e 50 deles ficaram completamente bloqueados.

A associação de estudantes UNL-SD cifrou em dezenas de milhares o número de alunos que aderiram à convocação de uma “terça-feira negra”, que a organização qualificou como o “maior protesto desde o início das mobilizações” em 3 de dezembro.

Os estudantes pedem que o governo volte atrás nas reformas da prova final de bacharelado e do sistema de acesso à universidade, previstas para 2021. Além disso, exigem a supressão do serviço nacional universal que Macron pretende iniciar e a gratuidade de transporte e de material escolar.

Algumas cidades registraram incidentes relacionados com os protestos. Em Saint-Ouen, nos arredores da capital, um jovem de 17 anos ficou ferido levemente por um disparo de bala de borracha.