Adolescente acusado de matar namorada vai a júri popular

0
24

O homem que matou a ex-namorada a facadas na saída do trabalho será julgado por juri popular nesta sexta-feira (27). Isabela Delfino foi assassinada quanto tinha apenas 16 anos, no ano de 2017, em São Paulo. Rafael Júlio Mercúrio está preso desde então. 

A motivação do crime seria o término do relacionamento. Mercúrio a abordou no fim do expediente e, na saída do metrô São Bento, deu quatro facadas na vítima com um utensílio de cozinha. Quando a polícia chegou, o criminoso fugiu e tentou furtar um veículo, mas foi detido em flagrante. 

O julgamento foi cancelado quatro vezes durante os três anos em que Júlio está em cárcere privado. O advogado de defesa tentou, inclusive, fazer com que ele respondesse em liberdade, alegando que o cliente “não apresenta risco para a sociedade”. A família da vítima discorda e afirma que o acusado já ameaçou até mesmo a irmã caçula de Isabela.