Acusado de assédio, Fernando Cury deverá ser expulso do Cidadania, diz defesa

0
8

Em seu segundo mandato na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a maior do País, o deputado Fernando Cury (Cidadania) passou a estampar manchetes depois que foi denunciado por assédio sexual pela colega Isa Penna (PSOL) em meados de dezembro. 

No último domingo, 10, o parlamentar sofreu um revés dentro do próprio partido: o Conselho de Ética do Cidadania emitiu um relatório, aprovado por unanimidade, recomendando sua expulsão. A decisão final sobre o destino de Cury cabe agora ao diretório nacional. O presidente da sigla, Roberto Freire, já sinalizou que pretende desfiliar o deputado.

Cury ainda pode enfrentar uma ação penal na esteira do episódio e até perder o mandato. Na semana passada, Isa Penna formalizou um pedido para que a Assembleia de São Paulo convoque uma sessão extraordinária ainda neste mês para julgar o caso.

O Estadão conversou com o advogado Roberto Delmanto Junior, responsável pela defesa do deputado, que até aqui tem sido econômico nas manifestações à imprensa.