“A Sejusc trabalha direto com o povo”, diz Carol Braz

0
163

Para conhecer mais sobre os trabalhos sociais que o Governo do Amazonas vem fazendo em todo o estado, o ON Jornal conversou com a defensora Caroline Braz, titular da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). Na entrevista ela conta mais sobre seu papel e a importância dessa pasta para o povo amazonense.

ON JORNAL – O que é a Sejusc e qual sua importância?

 Caroline Braz – “A Sejusc trabalha direto com o povo: mulheres, idosos, crianças carentes, pessoas com deficiência, pessoas em situação de rua, pauta dos refugiados, causas LGBT, questões de discriminação racial, enfim. Nós garantimos os direitos dessas pessoas. Eu costumo dizer que hoje a secretaria trabalha todo o publico vulnerável, que encontra na secretaria de justiça uma porta para exigir seus direitos”.

ON JORNAL – O programa do Governo Federal “Casa da Mulher”, há previsão para o começo das atividades?

Caroline Braz –  “Nesse ano já iniciaremos a construção. Esse projeto é um sonho para o nosso estado, eu consegui articular com a própria ministra Damares Alves a vinda desse programa pra cá. Com ele, nós teremos em um só lugar, a delegacia da Mulher, o juizado da violência doméstica, a defensoria da mulher, o Ministério Público, serviços de assistência social com alojamentos, uma brinquedoteca para o filho dessa mulher que precisa fazer uma denuncia. Enfim, vários benefícios esse programa tem. Já conseguimos a verba para isso. O prazo é que o local da Casa da Mulher seja entregue em 2022.”

ON JORNAL – Sobre o programa que atende os venezuelanos, eles estão aderindo pacificamente a Operação Acolhida?

Caroline Braz – “Sim, já atendemos mais de 4 mil venezuelanos. Fui até Roraima conhecer mais a ‘Operação Acolhida’, para reorganizar a Rodoviária de Manaus. Aquela situação ruim não podia continuar. Então, fui a Brasília para trazer esse projeto pra cá. Deu certo em Roraima e esta dando super certo aqui. Tudo isso com a finalidade de interiorizar esses venezuelanos, por que o Amazonas sozinho não consegue suportar todos. Isso ta sendo bem aceito por eles. O projeto é um sucesso”, afirma.

ON JORNAL – A assistência às vitimas do incêndio do Educandos, estão recebendo o beneficio prometido? Qual é o real valor desse beneficio?

Caroline Braz – “Existem três valores de indenização das vitimas do Educandos: as que moravam lá ou eram donos de alugueis receberam um valor único de R$ 35 mil ou R$ 15 mil, de acordo com seu prejuízo. Já aquelas pessoas que apenas estava em aluguel, a indenização é de 6 mil, para que ela possam comprar os itens que perderam. Todos foram muito bem assistidos ”.

ON JORNAL – Houve uma redução no numero de reincidência nos centros de internação. Como foi o trabalho realizado para que isso acontecesse?

Caroline Braz – “Sou defensora publica então eu trouxe esse carinho para dentro da pasta. Nós temos um trabalho muito grande no sócio educativo, com adolescentes em conflito com a lei, que estão internados. Hoje são cinco unidades de internação administradas pela secretaria de justiça, e desde que assumimos em janeiro do ano passado, não houve nenhuma rebelião, nenhum tentativa de fuga. Pelo contrario, com as parcerias e cursos profissionalizantes, conseguimos inserir esse público no mercado de trabalho. Hoje eles sabem que tem uma nova chance de mudar de vida e está dando certo. Os dados do Tribunal de Justiça pontam que em 2019, o índice de reincidência caiu de 64% para 22%. Com isso, concorremos ao Premio Innovare pelo trabalho realizado no Centro de Internação Dagmar Feitosa com o projeto “Teens ao Máximo”. Isso foi muito gratificante pra gente. Lá nós oferecemos acompanhamento educacional, médico, psicológico e profissionalizante. Esta sendo um sucesso”.

ON JORNAL – Você ganhou muita notoriedade realizando esse trabalho. Há possibilidade da secretária se candidatar ou se filiar em algum partido politico?

 Caroline Braz – “Olha, aqui eu tô tendo a chance de fazer mais do que eu fazia na defensoria. Acho que isso é reconhecimento do bom trabalho que venho fazendo. Mas meu foco hoje é fazer os projetos da Sejusc andarem com sucesso. Temos muita coisa pela frente, muita coisa que eu quero realizar aqui dentro. Mas eu não sei do futuro, a minha vida está nas mãos de Deus.”

ON JORNAL – Para os nossos leitores, caso alguém precise dos serviços da Sejusc, onde eles podem conhecer mais sobre a secretaria?

 Caroline Braz – “O site da secretaria (sejusc. am.gov.br), tem todas as informações sobre nós. Nas nossas redes sociais: Facebook e Instagram, também tem varias informações de nossas campanhas e mais sobre nós também. Ali é um local onde nós falamos com o povo de forma mais direta. A denuncia é feita nos comentários e rápidos nós averiguamos. Quem se sentir prejudicado, pode entrar em contato conosco”. Concluiu. Para quem deseja atendimento com a Sejusc por telefone, o numero é (92) 9934-6109.