68% dos brasileiros acreditam que desigualdade aumentará no país

0
12

Segundo a opinião de seus residentes, o Brasil ainda está longe de atingir uma distribuição de renda igualitária. A pesquisa Global Advisor 2021 Predictions, conduzida pela Ipsos com pessoas de 31 nações, mostrou que, entre os respondentes brasileiros, 68% acreditam que a desigualdade de renda no país deve aumentar no ano de 2021; 22% não corroboram a tese e 10% não souberam opinar. 

Os entrevistados da Turquia (85%), Israel (84%) e Itália (80%) são os que mais acham que a desigualdade de renda em seus países aumentará. Em contrapartida, os norte-americanos (48%), neozelandeses (50%) e australianos (51%) possuem uma visão mais otimista em relação ao assunto. A média global, considerando todos os países analisados, é de 66%.

Ainda na discussão econômica, 43% dos brasileiros acreditam que os grandes mercados de ações ao redor do mundo podem quebrar em 2021.