300 mil alemães abrem “ação coletiva” contra a poderosa Volkswagen

0
150

A primeira ação coletiva impulsionada na Alemanha contra a Volkswagen pelo escândalo da manipulação de emissões conta com o apoio de 300 mil usuários de automóveis com motores a diesel, segundo informações da revista “Der Spiegel”.

Segundo a publicação, até 28 de dezembro tinham apoiado a causa 294 mil proprietários de automóveis afetados, quantidade que aumentou com as novas incorporações nos três dias seguintes.

A iniciativa para a abertura desse processo coletivo, o primeiro destas caraterísticas impulsionado na Alemanha, foi formalizada em 1 de novembro e organizada pela Associação de Consumidores, com o apoio do clube de automobilismo ADAC, o maior do país.

O objetivo da causa é estabelecer se os afetados terão direitos a indenizações e se a companhia deveria assumir os danos ocasionados pela manipulação dos softwares dos motores a “diesel”.

Caso a justiça opine que esse é o caso, corresponderá aos afetados exigir de maneira individual uma indenização ou bem chegar a um acordo entre as partes.

Alguns modelos destas marcas foram equipados com um software ilegal capaz de fraudar as emissões poluentes nocivas, o que obrigou as empresas envolvidas a fazer um recall de milhões de veículos para reparar essas irregularidades em diversos países do mundo.